segunda-feira, 27 de junho de 2011

Desconto & Distorção

Olha só o empasse: a empresa efetuou a venda com 5% de desconto do total.
Só que o desconto era indevido, então a empresa cobrou do cliente o valor referente ao desconto.
O cliente pagou os 5% do desconto à empresa.

Como se contabiliza isso?! Um estorno de desconto concedido? QUEM, dentro da empresa, teve a brilhante ideia de oferecer um desconto e se arrepender depois? What fucking kind of client pays back the discount to the company?

É como aquele caso do cara que é transexual (na concepção dele, é uma mulher), e lésbica, então o sujeito acaba se relacionando com mulheres. E apesar de se tratarem de sexos diferentes, seria uma relação homossexual. Mas numa lógica um tanto absurda, e óviamente ilógica.

Fiz essa analogia para explicar à empresa que não tem sentido tu dar um desconto que não deve, e impróprio cobrar do cliente o erro da empresa. Só confundi mais o pessoal que ficou me olhando assim: O.o

Ai, por que, hein ô contabilidade?

quarta-feira, 22 de junho de 2011

The people follow the sign and syncronize in time (it's a joke and nobody knows)

Ontem quando eu tava quaaase pegando no sono já... bom, eu estava pensando num idiota AÍ..
Do nada eu senti, sério, eu senti como se alguém tivesse estalado os dedos na frente do meu rosto. Assim, bem perto dos meus olhos.
Que sensação esquisita, eu estava sozinha no quarto, mas eu realmente senti.
   
                                                               *        *        *

Certa vez uma cigana que resolveu me ofercer profecias no meio da rua disse: "Tu vê vultos pela tua casa". Eu respondi que não, que nunca tinha passado por isso. Nos dias seguintes, eu ficava observando, me observando, pô, será que eu vejo mesmo?? Mas não, nada aparecia para mim e eu até acabei esquecendo disso. Até mesmo porque não acredito nessa história de espiritos vagando pelo mundo, entre nós. Para mim, acreditar no espiritismo é o mesmo que ufologia. 
   
                                                               *        *        *

Enfim.. de uns dias para cá tenho estado tão estressada, que eu não sei se HÁ, de fato, "coisas" me rondando, ou se é a minha imaginação dando vida ao comentário da cigana.
Tenho tido tantos problemas, em casa, com os meus pais e o meu irmão, na faculdade, na biblioteca, no Inglês, com alguns amigos, as minhas primas, e comigo mesma.
Agora a pouco, tive que falar comigo mesma em voz alta pra me convencer do que eu já sei, porque senão eu simplesmente ignoro. 
   
                                                               *        *        *

Agora eu não sei se alguma "entidade" quer me dizer algo que eu precise saber, ou eu que estou tentando dizer algo para mim mesma. Aquele susto que eu levei na cama ontem, será que fui eu mesma que me dei?? 
   
                                                               *        *        *

"I'm just a little girl lost in the moment.. I'm so scared, but I don't show it.. I can't figure it out, it's bring me down, I know: I got to let it goooooo.. and just enjoy the show!"



quinta-feira, 16 de junho de 2011

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Sinto em dizer que este blog perdeu seu propósito.

inicial.

Porque aquilo que doía, não dói mais :)

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Tá tudo errado..

Se vou sozinha, é motivo para que
fiques na minha volta a todo momento,
sem, entratanto, estares presente de fato.

Se não, tu simplesmente some de
vez e só retornas por alguns lapsos periódicos de tempo perdido
acompanhado das tuas inúteis observações de
como o teu coração está sempre de mau-humor comigo,
e que eu devo entender.

Eu não te devo mais nada.
Nada mais do que tu me deves.

Tá tudo errado, tá tudo errado!
Aqui do meu lado, o (meu) mundo chora sem parar.